Coronel faz declaração de amor à Bahia ante 30 mil baianos

Presidente da Alba se emocionou na Convenção, ao discursar de mãos dadas com a esposa Eleusa Coronel.

discursou de mãos dadas com Eleusa Coronel,

Para um Parque de Exposições lotado, com cerca de 30 mil convencionais, o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado Angelo Coronel (PSD), declarou o amor que sente pela Bahia e confessou o desejo de, ao lado do senador Otto Alencar (PSD) e do ex-governador Jaques Wagner (PT), integrar a bancada baiana no Senado Federal para trabalhar muito pelos baianos em Brasília.

A declaração de Angelo Coronel aconteceu durante a Convenção do PT e partidos aliados, na manhã deste sábado 4, que homologou a chapa majoritária do governador Rui Costa e as coligações proporcionais para o pleito de 7 de outubro. Rui Costa disputa o Palácio de Ondina, João Leão é o vice, e Angelo Coronel e Jaques Wagner os candidatos à Câmara Alta.

“Tudo em mim é a Bahia. Bahia que me colocou num lugar que não imaginava chegar. Bahia que me deu Eleusa, minha esposa de todas as horas e desafios há 40 anos. Bahia que me deu filhos e netos, que me fez engenheiro e presidente da Assembleia Legislativa. É imensurável o amor que sinto por esta terra e meus conterrâneos. Estou emocionado, quero retribuir todo esse carinho com muito trabalho no Senado Federal em favor dos baianos”, confessou, Coronel, que discursou de mãos dadas com Eleusa Coronel, presidente do Instituto Assembleia de Carinho – braço social do Legislativo do Estado.

Chefe do Legislativo estadual comentou que, se for da vontade dos baianos, será o senador SUS no país. “Defenderei o fortalecimento e o fim do vergonhoso subfinanciamento do Sistema Único de Saúde (SUS), que é o maior plano de saúde dos brasileiros. Quero também trabalhar pela segurança pública, lutando pela adoção de um sistema tecnológico de vigilância que acabe com o queijo suíço que se tornou os 16 mil quilômetros de fronteiras terrestres, porta de entrada de drogas e armas no Brasil e de dezenas de problemas”, explicou, Coronel.

SENADOR DO SUS

O presidente da Alba e agora candidato ao Senado também declinou outra bandeira que deseja levar para a capital federal. “Serei incansável, ao lado de Otto e Wagner, na luta pela resolução do grave problema do déficit habitacional no país. Trabalharei pela imediata retomada do Programa Minha Casa, Minha Vida, que foi concebido pelo ex-presidente Lula e inaceitavelmente desmontado pelo atual governo federal”,

Preso em Curitiba há quatro meses, o ex-presidente Lula brindou os convencionais com uma carta em que expressa o seu apoio à reeleição de Rui Costa e João Leão e aos candidatos ao Senado Angelo Coronel e Jaques Wagner.
O documento foi lido pelo cantor Lazzo Matumbi. Maior liderança político do país, Lula destaca que a Bahia não pode prescindir do governo do petista Rui Costa. Coronel voltou a ressaltar que Lula foi preso sem provas e ao arrepio da lei, numa violência à Constituição Federal de 1988.