Em carta, ex-presidente Lula manifesta apoio a Angelo Coronel, Wagner, Leão e Rui Costa

Candidato ao Senado, Coronel participou da grande convenção no Parque de Exposições

Em carta lida pelo cantor Lazzo Matumbi, o ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva, preso em Curitiba há quase quatro meses, manifestou o seu apoio à reeleição do governador Rui Costa e do vice-governador, João Leão, e às candidaturas de Angelo Coronel, atual presidente da Assembleia Legislativa, e de Jaques Wagner, ex-governador da Bahia, ao Senado. O texto foi lido para as mais 20 mil pessoas que foram hoje (04.08) ao Parque de Exposições, para a convenção estadual do PSD, do PT e dos demais partidos aliados, integrantes da base de apoio ao governador Rui Costa.

“O apoio do ex-presidente Lula é fundamental para manter esse arco de alianças vitorioso na Bahia, que tem o governador Rui Costa como nosso grande comandante. Quando Lula diz que ‘a Bahia não pode prescindir do governo Rui’ está verbalizando a voz dos baianos, que tem, hoje, o melhor governador de sua história. Sem deméritos a J.J. Sebara, Otávio Mangabeira, ACM, Roberto Santos e Waldir Pires e o próprio Jaques Wagner, meu companheiro de candidatura ao Senado – que foram grandes governadores – Rui Costa é trabalhador, honesto e genuinamente preocupado em melhorar as condições de vida, principalmente dos que mais padecem”, elogiou Coronel.

Candidato ao Senado pelo PSD, Angelo Coronel discursou na convenção de mãos dadas com sua esposa, Eleusa Coronel. “Fiz questão de tê-la ao meu lado, neste momento mais importante, até agora, de minha vida pública. São 40 anos de companheirismo, juntos, nos negócios, na política, no casamento, ao mesmo tempo que mostra o meu compromisso com a luta das mulheres por igualdade de oportunidades e de direitos. Não tenho nenhum problema em reconhecer e agradecer: sem Eleusa, sem sua companhia e sua participação, não teria chegado aonde cheguei”, disse Coronel.

Em sua saudação aos milhares de convencionais e simpatizantes que lotaram o Parque de Exposições, Angelo Coronel, citando Gilberto Gil, fez questão de exaltar a Bahia como a terra que lhe deu ‘régua e compasso’. “A Bahia é tudo na minha vida, minha referência não só política, mas pessoal: onde nasci, onde me casei, onde tive filhos, onde ganhei netos. Vou disputar o Senado com a Bahia na minha mente, e trabalhar, ao lado de Wagner e do senador Otto Alencar, para a ajudar o governador Rui Costa a reduzir nossos principais problemas na saúde, na segurança pública e no desenvolvimento social e econômico”, destacou Coronel.

Em seu discurso, já como candidato a Senador, o atual chefe do Legislativo estadual também reafirmou uma das suas principais bandeiras de campanha, que é a rediscussão das obrigações dos governos Federal, Estadual e Município. “Vou defender os prefeitos e os vereadores no Senado, porque acho injusta a atual repartição de obrigações e receitas entre os três entes federativos. É no município que o cidadão reclama do prefeito, não em Salvador ou em Brasília. Quando uma munícipe tem um problema de saúde, é na casa do prefeito, muitas vezes, o primeiro lugar em que ele chega. Sempre sobram problemas, mas faltam recursos”, pontua.

Angelo Coronel também não quis fazer comparação entre o tamanho da convenção do PSD, PT e partidos aliados no Parque de Exposições, na Paralela, com as dos partidos adversários. “Nós cuidamos é da nossa vida. Os adversários que cuidem da deles. Vamos trabalhar incansavelmente pela vitória eleitoral, gastar toda sola de sapato para buscar cada voto possível. E não é por vaidade, mas porque este é, disparado, o melhor projeto político para a Bahia e para os baianos”, argumenta Coronel, que foi saudado e carregado nos braços por milhares de simpatizantes no trajeto entre a Estação Mussurunga e o local da convenção.

 

04.08.2018