Em lançamento de mutirão de cirurgia, Rui diz que espera ver presidente da ALBA, Angelo Coronel, no Senado em 2019

Fala foi em retribuição ao lançamento de Rui Costa para Presidente em 2022

Em lançamento de mutirão de cirurgia, Rui diz que espera ver presidente da ALBA, Angelo Coronel, no Senado em 2019

O governador Rui Costa disse hoje (24.04), pela manhã, no lançamento da segunda etapa do projeto Mutirão de Cirurgias, na sede do Senai/Cimatec, em Piatã, que espera ver o presidente da Assembleia Legislativa – ALBA, Angelo Coronel, no Senado, em 2019. A fala de Rui se deu logo após o discurso de Coronel, que elogiou a revolução que o Governo do Estado está realizando na área da saúde pública da Bahia e lançou o nome de Rui Costa como candidato à Presidência da República, em 2022. “A eleição presidencial de 2022 ainda está longe, mas espero vê-lo, Coronel, no Senado no ano que vem”, disparou o chefe do Executivo baiano.

“Rui Costa é o ‘governador da Saúde’, embora já tivéssemos vários governadores médicos e ele seja economista. Mas o que move Rui, não tenho dúvidas, é o ideal do menino que nasceu no bairro da Liberdade e que sabe as dificuldades por que passa o povo pobre quando tem que enfrentar a marcação de uma consulta ou a internação em um hospital. E ele transformou o ideal em ação: é o governador que mais investiu recursos públicos em saúde, na Bahia, em todos os tempos. Por tudo isso, daqui a oito anos, é o nosso candidato à Presidência da República, em 2022”, disse Coronel em seu discurso.

Ao lado do governador Rui Costa, da primeira-dama Aline Peixoto, do secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, do presidente da UPB, Eures Ribeiro, de deputados federais e estaduais, prefeitos e vereadores, o presidente da ALBA disse que os investimentos no mutirão de cirurgias, unidades básicas de saúde, policlínicas e grandes hospitais regionais são revolucionários. “Tenho certeza que a história pessoal do governador Rui Costa, que perdeu sua mãe por causa de um câncer diagnosticado tardiamente, tenha feito ele conceber programas como o mutirão de cirurgias e, principalmente, o das policlínicas regionais. E isso representa uma revolução na saúde pública da Bahia”, destacou o chefe do Legislativo.

Coronel diz que a política de saúde de Rui Costa, capitaneada pelo secretário Fábio Vilas-Boas, é uma demonstração clara do espírito público e das prioridades de cada governante. “Rui poderia ter escolhido obras de fachada, mas escolheu trabalhar pelas pessoas, principalmente pelas que mais precisam. Cada policlínica representa um investimento médio de R$ 24 milhões, entre a construção e equipamentos, mas o que mais importa é que um cidadão, uma cidadã, poderá fazer um exame de alta complexidade, até então impossível”, diz Coronel.

MUTIRÃO

Com o projeto Mutirão de Cirurgias, executado pela Secretaria Estadual da Saúde, o Governo do Estado pretende reduzir a fila de espera para a realização de diversos procedimentos cirúrgicos, em hospitais estaduais e filantrópicos. Na primeira etapa do projeto foram realizadas mais de 14,2 mil cirurgias eletivas ao longo de um ano. O secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, diz que o objetivo desta segunda etapa do Mutirão é alcançar ainda uma maior quantidade de pessoas com cirurgias eletivas. “Ampliamos o número de procedimentos, incluindo cirurgias na tireoide e reversão de colostomias”, explicou Vilas-Boas.