Angelo Coronel defende mais investimentos em hospitais e diz que SUS “é o plano de saúde do povo brasileiro”

Ele acompanhou Rui Costa na inauguração do Hospital Couto Maia

“O Brasil precisa investir e fortalecer o SUS. Ele é o grande plano de saúde do povo brasileiro, que não tem dinheiro para pagar planos privados, absurdamente caros, principalmente para os idosos”, defendeu o presidente da Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA, Angelo Coronel, ao participar hoje (06.07), ao lado do governador Rui Costa, do vice-governador João Leão, do ministro da Saúde, Gilberto Occhi, do ex-governador Jaques Wagner e do secretário da Saúde, Fábio Vilas-Boas, da inauguração do moderníssimo Hospital Couto Maia, no bairro de Cajazeiras, em Salvador.

Coronel diz que mais recursos para o SUS irão garantir a manutenção de hospitais como o Couto Maia. “Quando cheguei e vi a fachada e as instalações, fiquei boquiaberto e, ao mesmo tempo, orgulhoso. Trata-se de um dos hospitais públicos mais bonitos e modernos do Brasil. E agora posso garantir: nenhum governador, em toda a história, fez mais para a saúde dos baianos que Rui Costa. Para mantê-lo, assim como as policlínicas, UPAs e novos hospitais regionais, é preciso mais recursos do SUS”, argumenta o chefe do Legislativo da Bahia.

Angelo Coronel defende também o fortalecimento do sistema de saúde nos municípios. “A regionalização na prestação do atendimento à saúde é fundamental, por isso os municípios precisam de mais recursos. Se o pronto-atendimento ou a atenção básica de saúde não funciona, todo sistema hospitalar fica sobrecarregado, mas a dor, o acidente, o infarto acontecem na porta do prefeito, que fica com o ônus e nenhum bônus”, diz o presidente da ALBA.

Presente na inauguração do Couto Maia, o deputado federal e ex-secretário de Saúde, o médico Jorge Solla elogiou a postura de Coronel em defesa do SUS. “Em 30 anos, o SUS garantiu saúde para o povo brasileiro. Ele, por exemplo, garante à população acesso gratuito a todas as vacinas, a mais de 90% dos transplantes e tratamentos de alta complexidade, como quimioterapia. Oferece assistência integral para pacientes com HIV/Aids, renais crônicos, com câncer, tuberculose e hanseníase”, disse Solla.

INFECCIOSAS

Com investimentos superiores a R$ 110 milhões, o novo Hospital Couto Maia é o maior e mais moderno hospital de doenças infecciosas do país, com 120 leitos, incluindo UTI pediátrica e adulta, enfermarias com leitos de isolamento, além de salas cirúrgicas.

O hospital foi construído através de um inovador regime de Parceria Público-Privada (PPP), que garantiu, além da construção, a aquisição dos equipamentos e também a gestão dos serviços não clínicos.