Tête-à-tête debate situação de alerta do Rio Joanes, manancial que abastece parte da RMS

O estado de quase morte do Rio Joanes estará em pauta nesta segunda-feira (2), no Programa Tête-à-tête com Coronel.

Tete a tete Rio joanes
Tete a tete Rio joanes

O estado de quase morte do Rio Joanes estará em pauta nesta segunda-feira (2), no Programa Tête-à-tête com Coronel. O presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), deputado Ângelo Coronel, recebe nos estúdios da atração o secretário de Planejamento de Lauro de Freitas, Mauro Cardim, e o diretor-executivo da ONG Rio Limpo, Fernando Borda, para discutir a situação e a necessidade de intervenções ainda mais significativas para a revitalização da bacia, responsável por cerca de 40% da água consumida pela população da região metropolitana de Salvador (RMS).

Cardim é curador técnico do Seminário S.O.S Rio Joanes, idealizado para discutir as profundidades dos problemas os quais a bacia tem passado. O objetivo do secretário é abrir um debate público para definir estratégias que promovam soluções para o manancial, além de redigir a chamada Carta do Rio Joanes – um documento que servirá de base para as ações que envolvam o rio.

Borba também é atuante nas causas de preservação dos rios que passam por Lauro de Freitas. Ele lidera a Rio Limpo, uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, entidade que defende a recuperação dos mananciais. A ONG luta para que um volume mínimo de água seja liberado para diluir o esgoto lançado no rio.

O Rio Joanes passa por sete municípios baianos, e seus problemas têm afetado a vida de cerca de 4 milhões de habitantes.

S.O.S Rio Joanes

A Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) realiza, nesta segunda-feira (2), o seminário S.O.S Rio Joanes. Especialistas, autoridades, ambientalistas, acadêmicos, empresários, ongs, , lideranças comunitárias e Ministério Público devem participar do debate.

O encontro busca caminhos alternativos para a revitalização e o acompanhamento das questões relacionadas ao Rio Joanes.